Mata Atlântica


Uma das áreas mais ricas em biodiversidade e mais ameaçadas do planeta, a Mata Atlântica já ocupou 1.315.460 km2 e estendia-se ao longo de 17 Estados, mas hoje existe apenas 8,5% de remanescentes florestais acima de 100 hectares.

 Os dados são alarmantes, porque na região se concentra 70% da população brasileira e 2/3 das espécies ameaçadas de extinção no Brasil.

Decretada Reserva da Biosfera pela Unesco e Patrimônio Nacional, na Constituição Federal de 1988, o bioma tem uma particularidade: é nele em que se encontram espécies únicas, que não existem em nenhum outro lugar do planeta. Tudo isso mostra a importância desse bioma, e a necessidade de sua conservação.

Um dos principais objetivos da TNC na Mata Atlântica é conservar as áreas remanescentes e restaurar as áreas degradadas. A restauração florestal em larga escala é uma estratégia fundamental para que o bioma volte a se reconectar.

Outra prioridade importante nesse bioma é a conservação de seus mananciais de água para ajudar a garantir a segurança hídrica no Brasil. Atualmente mais de 70% da população Brasileira vive nos limites originais da Mata Atlântica. A TNC tem contribuído com apoio técnico e financeiro para implantação de projetos e aplicação de diversas ferramentas científicas para a proteção e restauração de áreas críticas para o abastecimento de água.