Parcerias são o caminho para a produção sustentável

Notícias

Por Erik Lopes, com informações da Assessoria de Comunicação da CNA Brasil.

No dia 12 de setembro aconteceu, em Brasília, o seminário “Agro em questão: Cooperação internacional e desenvolvimento rural sustentável”. O evento, realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), reuniu representantes de embaixadas, organizações internacionais, bancos, fundos de financiamento, governos, ONGs e do setor produtivo para discutir os desafios para produção sustentável e mitigação das mudanças climáticas.

A programação contou com painéis debatendo parcerias entre fundos de financiamento e produtores rurais, discutindo como combater as mudanças climáticas em um cenário de aumento da demanda por alimentos, além de como ações de produção sustentável em propriedade rurais podem estimular uma competitividade no setor. Todos os painéis destacaram a importância de parcerias com organizações internacionais para viabilizar ações capazes estimular um modelo de produção mais sustentável.

Giovana Baggio, Gerente de Agricultura da The Nature Conservancy (TNC), participou do painel “Preservação ambiental e competitividade agropecuária por meio de parcerias entre produtores rurais e a sociedade civil organizada”. Giovana defende que, para deixar as cadeias produtivas mais sustentáveis, é necessário fortalecer os intercâmbios que fomentem a disseminação de boas práticas agrícolas e ajude a oferecer conhecimento técnico aos produtores. “É impossível para qualquer elo da sociedade agir sozinho dentro do meio rural. A atividade agrícola é por si só um sistema em rede, onde desde a produção na fazenda até a gôndola do supermercado, muitas pessoas estão envolvidas”, afirma Giovana. É necessário fortalecer cada um dos elos dessa cadeia produtiva para se alcançar um modelo que concilie o desenvolvimento econômico com a conservação dos recursos naturais. “Sem colaboração, não existe solução completa quando se trata do meio rural”, conclui.

Um dos bons resultados alcançados com a parceria entre os diversos atores do setor foi exemplificado no painel por Manoel Lemos, pecuarista de São Félix do Xingu-PA, integrante do projeto “Carne sustentável: Do campo à mesa”, uma realização da TNC que apoia a regularização ambiental e implementação de Boas Práticas Agropecuárias em propriedades rurais no sul do Pará. Hoje, os produtores integrantes do projeto já perceberam os benefícios que essa mudança na lógica de produção trouxe, como destaca Manoel: “Começamos com o objetivo de regularização ambiental e fundiária, e descobrimos que as melhorias foram em tudo, principalmente na produtividade. Aumentamos em quase sete vezes o ganho de arroba por hectare/ano na área aplicada”, explicou.


Erik Lopes é Especialista em Multimídia da TNC em Belém-PA.