The Nature Conservancy debate gargalos e soluções para a restauração ecológica em conferência internacional

TNC lança livro 'Econômia da Restauração Florestal' durante a conferência e traz importantes insumos para contribuir com uma agenda positiva de Restauração no Brasil e no mundo


Foz do Iguaçu - PR | 24 de agosto de 2017

A The Nature Conservancy (TNC) promove com a Sociedade de Restauração Ecológica (SER) e parceiros a VII Conferência Mundial sobre Restauração Ecológica em Foz do Iguaçu, de 27 agosto a 1 setembro de 2017. Pela primeira vez a conferência ocorre no Brasil e o tema é “Conectando a Ciência e a Prática para um Mundo Melhor”.

 Devido aos riscos inerentes à escassez de matérias-primas, à crise hídrica, assim comoo cenário desafiador  das mudanças climáticas, a restauração de paisagens deixa de ser uma preocupação periférica de apenas instituições ambientalistas e se torna um ponto crucial para a manutenção de serviços ecossistêmicos, entrando na agenda de diversos setores, como o agronegócio e governos.  “Recuperar florestas é a chave para atingirmos níveis mais seguros de carbono na atmosfera. É preciso associar a restauração àeconomia e olhar para a natureza como um capital natural que gera desenvolvimento e benefícios econômicos”, explica o gerente de Restauração da TNC Rubens Benini.

 Com mais de 1.300 participantes de todo o mundo, entre pesquisadores, profissionais, tomadores de decisão, formuladores de política, artistas, educadores, estudantes e líderes comunitários, o evento irá debater ações de restauração ecológica e conservação ambiental. Entre as instituições parceiras estão a Sociedade Brasileira de Restauração Ecológica (SOBRE) e a Sociedade Ibero-Americana e do Caribe para Restauração Ecológica (SIACRE).

 O programa da conferência SER2017 contará com palestrantes de renome mundial, bem como diversos simpósios, workshops, sessões temáticas simultâneas e viagens técnicas de campo.   O simpósio também promoverá debates entre as principais instituições que trabalham no desenvolvimento de uma nova economia de restauração para atrair investimentos públicos e privados e envolver milhões de agricultores na implementação da conservação ecológica.

 As iniciativas de restauração global contribuíram para o empenho de vários países em recuperar milhões de hectares de terras e florestas degradadas. Porém, é necessário criar condições socioeconômicas e mobilizar investimentos públicos e privados para levar esses compromissos ao terreno e gerar os benefícios esperados.

 A conexão dos aspectos econômicos na ciência da restauração é necessária para aumentar a escala dos projetos de conservação ambiental. Por um lado, os aspectos microeconômicos relacionados à oferta e demanda de restauração e insumos associados devem ser melhor estudados e discutidos.

 

 

Livro “Economia da Restauração Florestal” é destaque durante conferência

 

Para entender os aspectos econômicos que envolvem as atividades de restauração ecológica, a TNC desenvolveu um livro sobre o tema para contribuir com a agenda de restauração em um contexto econômico - trazendo importantes elementos para os atores que atuam no setor, pesquisadores e tomadores de decisão. Escrito em inglês e português, a publicação traz capítulos de experientes e renomados cientistas e profissionais que atuam no tema.

 

Dos temas abordados estão desde o desafio econômico e os custos de restauração da vegetação nativa do Brasil, as consequências sociais desta atividade, exemplos práticos de modelos de restauração florestal implantados Brasil e no exterior, a política nacional de recuperação da vegetação nativa e vai até o contexto econômico que envolve a atividade.

 

“O custo da restauração, por exemplo, hoje é um dos principais gargalos para dar escala a estes projetos, uma vez que é visto como oneroso e como um ônus. Por outro lado, várias instituições argumentam que, no nível macroeconômico, os investimentos em restauração podem gerar benefícios a nível regional, além de gerar emprego e renda, devendo ser visto como um investimento. O Simpósio da Economia da Restauração,espera reunir diferentes partes interessadas, setores e instituições que trabalham no tema para promover o intercâmbio de experiências e conhecimentos técnicos”, explica Benini.

 

Mais informações

 

VII Conferência Mundial sobre Restauração Ecológica em Foz do Iguaçu

Data: De 27 agosto a 1 setembro de 2017

Local: Recanto Cataratas Thermas Resort & Convention - Av. Costa e Silva, 3.500

Foz do Iguaçu - Brasil

Programação: http://ser2017.org/


A The Nature Conservancy (TNC) é uma organização não governamental que desenvolve projetos de conservação em mais de 30 países. No Brasil desde 1988, a TNC tem como missão proteger plantas, animais e ecossistemas naturais que representam a diversidade de vida na Terra. A organização atua nos principais biomas brasileiros Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal. Para mais informações, acesse: tnc.org.br

Mais informações