Ir para o conteúdo
periquito-de-olhos-brancos [Psittacara leucoftalmo (Statius Muller, 1776)] voando.
PERIQUITOS VOANDO periquito-de-olhos-brancos [Psittacara leucoftalmo (Statius Muller, 1776)] voando. © Rafael Martos Martins/TNC Photo Contest 2019

Artigos e Estudos

Protegendo a natureza de forma colaborativa

Por Ian Thompson - Diretor Executivo da TNC Brasil

Somos uma organização baseada em ciência. Essa abordagem nos ajuda a compreender os desafios e, com isso, buscar as melhores soluções para garantir ecossistemas saudáveis, que possam apoiar as pessoas e a natureza por muitas gerações. Mas, apesar de contarmos com uma excelente equipe multidisciplinar de cientistas no Brasil, e de contar com o apoio de uma rede de mais de centenas de cientistas fora do Brasil, sabemos que dependemos da comunidade científica, seja em parceria ou como consultores, para atender às demandas de nossos projetos.

E cada vez mais engajamos as próprias comunidades beneficiadas por nossos projetos no processo científico, em qualquer uma de suas etapas, como o monitoramento ou planejamento, por exemplo. Um excelente exemplo é o projeto Águas do Tapajós, que fortalece as instituições locais, como a Universidade Federal do Oeste do Pará(UFOPA), e engaja alunos locais.

Estudo com medição de peixes
MEDIÇÃO DE PEIXES Estudo com medição de peixes © Diego Zacardi

Cada vez mais a ciência cidadã ganha espaço, muitas vezes juntando o útil ao agradável. Certamente é o caso da minha paixão pela observação de pássaros, que é forma de manter a minha conexão com a floresta e a maravilhosa biodiversidade que nela habita. Observadores, como eu, auxiliam cientistas de todo o mundo, por meio de plataformas como eBird e WikiAves, a entenderem o comportamento das aves, de forma a protegê-las. Veja, abaixo, uma das minhas colaborações para o eBird.

IAN THOMPSON EBIRDING PHOTO CHALLENGE
IAN THOMPSON EBIRDING IAN THOMPSON EBIRDING PHOTO CHALLENGE © TNC BRASIL

Capturar uma foto de um Tiriba-rupestre (em inglês, Black-capped parakeet) não é fácil porque esta espécie de periquitos da floresta voa rápido por cima das copas das árvores. Por isso, para esta foto, contei com a experiência de um guia local, que sabia exatamente onde o bando passava. Como a sorte também conta nessas horas, por um acaso paramos para observar um outro pássaro e ouvimos um bando de tiribas se aproximando. Para captar a atenção deles, tocamos o seu canto e conseguimos que pousassem em uma árvore na nossa frente, que foi quando captei esta imagem. Note que ela mostra claramente o topo de sua cabeça na cor preta, que é o motivo do seu nome em inglês.

 Um dado interessante, e que colabora com meu hobby, é que o Brasil é o terceiro país com o maior número de espécies de aves endêmicas restritas a um país do mundo, sendo o maior da América Latina. Aqui, vivem 275 espécies endêmicas de um país, ou seja, que só ocorrem no Brasil. 

Para terem uma ideia da dimensão deste número, existem entre 10 e 11 mil espécies de pássaros em todo o mundo (del Hoyo, J. ed. 2020 All the Birds of the World). Só com este dado já fica clara a importância da biodiversidade brasileira. E, para celebrar a nossa conexão com a natureza, a TNC realiza anualmente seu concurso de fotos global. Esta é mais uma oportunidade de reafirmar a nossa integração com o meio em que vivemos. Como dizem que uma imagem vale mais que mil palavras, convido vocês a conhecer essas impressionantes imagens. Espero que inspirem você também. Nas próximas edições trarei mais exemplos da biodiversidade brasileira.

Três macacos noturnos emergem de um tronco de um braço de árvore com olhos grandes, em Villavicencio, Colômbia.
Meus Macacos Três macacos noturnos emergem de um tronco de um braço de árvore com olhos grandes, em Villavicencio, Colômbia. © Gustavo Garcés Villa/TNC Photo Contest 2021