Floresta nativa na Mata Atlântica
Floresta na Mata Atlântica Floresta nativa na Mata Atlântica © Erik Lopes/TNC

Comunicação

Publicações

Acesse dados, análises e estudos de caso produzidos pela TNC e por seus parceiros

A TNC trabalha ao mesmo tempo em escala local, produzindo projetos-piloto que mudam comunidades e mostram caminhos sustentáveis, e em escala nacional e global, apoiando governos e empresas a fazerem as mudanças necessárias para garantir a conservação do planeta e o bem-estar das pessoas. Na base de tudo isso, está a Ciência. Confira abaixo algumas publicações compartilhando experiências nesse trabalho.

TAPAJÓS 3D - ATORES ECONÔMICOS ATUANTES NA BACIA E POTENCIAL APLICAÇÃO DO BLUEPRINT

Nesta publicação é apresentada como processos de planejamento setorial, governança territorial e licenciamento ambiental podem ser aprimorados incorporando o planejamento sistemático da conservação. Contando com o apoio do Banco Santander, foi realizado um mapeamento dos principais atores econômicos atuantes na região, correlacionando grandes obras de infraestrutura planejadas para o território com análise de prioridades de conservação demonstradas pelo Blueprint para a bacia do Tapajós.

ATLAS TAPAJÓS 3D - DESENVOLVIMENTO, MEIO AMBIENTE E BEM-ESTAR HUMANO NA BACIA DO TAPAJÓS

Publicação que reúne um conjunto de informações físicas e socioeconômicas sobre a bacia do Tapajós.

RESTAURAÇÃO DA VEGETAÇÃO NATIVA NO BRASIL - CARACTERIZAÇÃO DE TÉCNICAS E ESTIMATIVAS DE CUSTO COMO SUBSÍDIOS A PROGRAMAS E POLÍTICAS PÚBLICAS E PRIVADAS DE RESTAURAÇÃO EM LARGA ESCALA

Esse estudo apresenta uma avaliação dos custos de restauração para os biomas brasileiros a partir de técnicas reportadas por executores de projetos e comerciantes de insumos.

GUIA DE BOLSO -  PRODUTOR RURAL SUSTENTÁVEL

Este Guia foi produzido pelo projeto "Agricultura Sustentável e Conservação Ambiental nas Regiões de Agronegócio do Cerrado Brasileiro". Esse projeto é apoiado pela Archer Daniels Midlands Company (ADM) e executado pela The Nature Conservancy - TNC.

COMPENSAÇÃO AMBIENTAL FEDERAL - FONTE DE RECURSOS PARA CRIAR E IMPLEMENTAR UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

Publicação voltada a orientar gestores de unidades de conservação federais, estaduais e municipais a como acessar recursos da compensação ambiental federal. Entre os temas abordados, estão os critérios para pleitear esses fundos e como são distribuídos. Traz, também, um apanhado dos gargalos do processo, em especial aqueles envolvidos na execução desses recursos. Além disso, a publicação reúne dados sobre a destinação da compensação ambiental federal entre junho de 2011 a junho de 2018.

MANUAL DE RESTAURAÇÃO FLORESTAL - UM INSTRUMENTO DE APOIO À ADEQUAÇÃO AMBIENTAL DE PROPRIEDADES RURAIS DO PARÁ

Este manual baseia-se principalmente em atividades desenvolvidas visando o Cadastro Rural Ambiental (CAR) e à adequação agrícola e ambiental de propriedades ruraris em Paragominas, no Pará.

CAMINHOS DO DESENVOLVIMENTO VERDE NA AGENDA DO PARÁ 2030

A publicação apresenta propostas de espacialização do modelo de desenvolvimento rural do estado, com base nas metas do programa Pará 2030.

GUIA TÉCNICO PARA RECUPERAÇÃO DE VEGETAÇÃO EM IMÓVEIS RURAIS NO ESTADO DA BAHIA

O Guia tem como objetivo de orientar a prática de restauração da vegetação nativa e recuperação de áreas degradadas para fins do Programa de Regularização Ambiental do Estado da Bahia e foi elaborado par ser utilizado por vários atores envolvidos na cadeia da restauração no estado da Bahia, incluindo técnicos de assistência técnica e extensão rural, proprietários e posseiros rurais, entre outros.

RELATÓRIO COALIZÃO CIDADES PELA ÁGUA - ANO 2

O Relatório apresenta os resultados obtidos após 2 anos da criação da Coalizão Cidades Pela Água, que surgiu com o objetivo de aumentar a segurança hídrica de 12 regiões metropolitanas brasileiras, restaurando e recuperando áreas estratégicas para o abastecimento de água.

ANÁLISE DO RETORNO DO INVESTIMENTO NA CONSERVAÇÃO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS: REFERENCIAL TEÓRICO E ESTUDO DE CASO DO PROJETO PRODUTOR DE ÁGUA DO RIO CAMBORIÚ-SC

A análise mostra como é possível cidades reduzirem o custo do tratamento de água,  ao mesmo tempo em que aumentam a segurança hídrica e protegem a biodiversidade.

ECONOMIA DA RESTAURAÇÃO FLORESTAL - FOREST RESTORATION ECONOMY

O livro escrito por Rubens Benini, gerente da estratégia de Restauração da TNC Brasil e Sérigio Adeodato, mostra a importância de componenstes econômicos para o ganho, em escala, das ações de restauração ecológica no Brasil. "Desta forma, o presente livro contribui com o conhecimento necessário à viabilidade de projetos em diferentes níveis, além de inspirar políticas públicas e iniciativas empresariais".

GUIA PARA A FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS ESTADUAIS E MUNICIPAIS DE PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS

O guia tem como objetivo fornecer conceitos, exemplos práticos eapresentar os elementos e aspectos principais a serem tratados na normatização legal de políticas públicas de PSA, oferecendo, principalmente aos formuladores dessas políticas, uma orientação para a normalização legal pretendida.                               

GUIA DE BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS PARA CONSERVAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS NAS PROPRIEDADES RURAIS DO OESTE DA BAHIA

Uma cuidadosa seleção de técnicas de agricultura sustentável aplicáveis ao Cerrado do oeste baiano, com insumos fundamentais para a conservação dos recursos hídricos da região.

PLANO ESTRATÉGICO DE RESTAURAÇÃO FLORESTAL PARA AS REGIÕES DO ALTO TELES PIRES E ALTO JURUENA - MT

O PERF é um instrumento que busca conhecer, estruturar e garantir o funcionamento eficiente da cadeia produtiva da restauração em uma determinada região, visando conhecer e estruturar a cadeia, ameaças e oportunidades, identificar áreas prioritárias e fortalecer a visão setor no tempo.

MANUAL DE RESTAURAÇÃO DA VEGETAÇÃO NATIVA

Manual contendo principais procedimentos para a restauração da vegetação nativa de áreas de preservação permanente (APP), de reservas legais (RL) e de uso restrito, para a Mata Atlântica de Mato Grosso do Sul, vindo ao encontro dos interesses municipais e do estado que buscam a correção de seus passivos ambientais e adoção de medidas para preservação e recuperação das suas áreas de vegetação nativa.

CARTILHA DE RESTAURAÇÃO DA VEGETAÇÃO NATIVA

Cartilha contendo principais procedimentos para a restauração da vegetação nativa de áreas de preservação permanente (APP), de reservas legais (RL) e de uso restrito, para a Mata Atlântica de Mato Grosso do Sul, vindo ao encontro dos interesses municipais e do estado que buscam a correção de seus passivos ambientais e adoção de medidas para preservação e recuperação das suas áreas de vegetação nativa.

RELATÓRIO COALIZÃO CIDADES PELA ÁGUA - ANO 1

O Relatório de 1 ano da Coalizão, foi criado para mostrar os esforços e retornos obtidos atarvés de um projeto que surgiu com o objetivo de aumentar a segurança hídrica de 12 regiões metropolitanas brasileiras, restaurando e recuperando áreas estratégicas para o abastecimento de água. Este trabalho atinge 21 bacias hidrográficas que abastecem quase 63 milhões de pessoas em mais de 250 cidades brasileiras. Veja também a versão em inglês clicando aqui.

MANUAL DE RESTAURAÇÃO DA VEGETAÇÃO NATIVA - ALTO TELES PIRES-MT

O Manual foi concebido para servir de fonte de consulta completa sobre restauração florestal e recuperação de áreas degradadas em propriedades rurais. A publicação é direcionada a técnicos ambientais e produtores rurais, além de subsidiar a criação de políticas públicas relacionadas à restauração da vegetação nativa não só nos municípios que compõem a região do Alto Teles Pires como também em todo o estado do Mato Grosso.

CARTILHA DE RESTAURAÇÃO FLORESTAL PARA A REGIÃO DE ALTO TELES PIRES-MT

O material aborda, de forma clara e objetiva, os assuntos mais pertinentes e aplicáveis que envolvam a recuperação de áreas degradadas na região do Rio Teles Pires, no estado do Mato Grosso. A cartilha oferece ao leitor o conhecimento necessário para realizar o diagnóstico da situação ambiental inicial, definir o método de restauração mais apropriado para as condições encontradas e monitorar o desenvolvimento da área recuperada ou em recuperação.

GUIA DE IDENTIFICAÇÃO DE ESPÉCIES-CHAVE PARA A RESTAURAÇÃO FLORESTAL NA REGIÃO DE ALTO TELES PIRES-MT

O guia apresenta informações e fotos de 100 espécies nativas que ocorrem na parte alta da bacia hidrográfica do Rio Teles Pires, em Mato Grosso, região que inclui os municípios de Nova Mutum, Nova Ubiratam, Tapurah, Sapezal e Campos de Júlio. O objetivo é que a publicação funcione como uma ferramenta de apoio para a identificação e para a produção de sementes e mudas dessas espécies e, dessa forma, contribua com o processo de adequação ambiental das propriedades rurais da região.

PROPOSTA DE DIRETRIZES BRASILEIRAS DE BOAS PRÁTICAS CORPORATIVAS COM POVOS INDÍGENAS

Marco na relação entre empresas e Povos Indígenas no Brasil, essa publicação traz um abrangente conjunto de propostas concretas para que o relacionamento entre companhias e comunidades se desenvolva de forma positiva para todos. O guia também descreve o processo de elaboração dessas propostas, que incluiu encontros entre Povos Indígenas, reuniões entre empresas de um mesmo setor, debates intersetoriais e, ainda, encontros entre todos esses atores, além de uma consulta pública aberta a toda a sociedade. A proposta foi oficialmente apresentada aos participantes desse processo em 27 de novembro de 2015, em São Paulo.

CONSERVADOR DAS ÁGUAS - 10 ANOS

Com mais de 30 mil habitantes, o município de Extrema-MG está localizado na divida com o estado de São Paulo e, em 2015, comemora os 10 anos de atividades do projeto Conservador das Águas. Pioneiro no Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) no Brasil, o projeto é realizado pela prefeitura e conta com o apoio de ONGs, como a TNC, entidades estaduais, Universidades e Centros de Pesquisas, para apoiar produtores rurais na preservação de nascentes que possam ajudar a garantir a segurança hídrica da região.

PRODUTOR DE ÁGUA NO PCJ - PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS - LIÇÕES APRENDIDAS E PRÓXIMOS PASSOS

A públicação traz as experiências do projeto "Produtor de Água no PCJ", fruto de um esforço conjunto de instituições que viabilizaram uma experiência piloto de pagamento por serviços ambientais (PSA) nas bacias hidrográficas PCJ - Piracicaba, Capivari e Jundiaí, no Estado de São Paulo. Liderado pela The Nature Conservancy, Comitês PCJ e Agência Nacional de Águas, dentro outros parceiros não menos importantes, o projeto foca no PSA como uma importante ferramenta de conservação de recursos hídricos de uma região de grande importância para a segurança hídrica da Região Metropolitana de São Paulo - o Sistema Cantareira. Sob a coordenação do Prof. Ricardo Viani e do Especialista em conservação da The Nature Conservancy, Henrique Bracale, o conteúdo desse livro foi idealizado de forma a registrar cada passo do desenvolvimento e implantação do projeto e, principalmente, retratar todo o aprendizado obtido ao longo de quase dez anos de sua existência.

CAR - CADASTRO AMBIENTAL RURAL: NASCE A IDENTIDADE DO IMÓVEL RURAL

Esta publicação tem como propósito disseminar as diretrizes mais importantes sobre a metodologia e as tecnologias desenvolvidas pela The Nature Conservancy e seus parceiros nos últimos anos, para o planejamento e para a implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) no país.

SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA DA PNGATI

Saiba mais sobre o Estudo de Sustentabilidade Financeira da Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental das Terras Indígenas (PNGATI). Este é um instrumento importante para qualificar as discussões sobre como reforçar a implementação dessa política.

AÇAÍ EM TERRAS INDÍGENAS

Acesse estudo sobre a viabilidade econômica e de mercado do açaí in natura das Terras Indígenas Uaçá, Juminã e Galibi.

PROGRAMA DE GESTÃO TERRITORIAL E AMBIENTAL DAS TERRAS INDÍGENAS DO OIAPOQUE

Conheça o livreto que descreve a construção do PGTA nas Terras Indígenas do Oiapoque, no Amapá. A publicação reúne informações sobre modo de vida, tradições e práticas ambientais nessas terras indígenas, além de explicar como se deu o processo que culminou na elaboração de um programa criado pela própria comunidade para melhor gerenciar o uso dos seus recursos naturais e de seu território.

GESTO - SISTEMA INFORMATIZADO DE GESTÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

A grande motivação que culminou no desenvolvimento deste material foi a intenção de propagar uma moderna e inovadora tecnologia de gestão com foco em Unidades de Conservação. Mediante o compartilhamento de experiências recentemente vividas pelo Estado do Tocantins, pretende-se abrir caminho para que outros estados e municípios brasileiros alcancem, ampliem e multipliquem os incontáveis ganhos de uma gestão sistemática e informatizada de seus territórios protegidos.

APRESENTAÇÕES DO WORKSHOP SOBRE BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS E CERTIFICAÇÃO SOCIOAMBIENTAL

Este link disponibiliza as apresentações feitas no workshop Boas Práticas Agrícolas e Sustentabilidade: o caminho para certificação ambiental, realizado pela TNC e parceiros, e destinado a produtores rurais, empresas e entidades em geral interessadas no gerenciamento sustentável da produção agrícola. As apresentações incluem programas de empresas e associações ligadas à cadeia produtiva da Soja, palestras de especialistas nacionais e internacionais, certificadores, entidades de extensão rural e organizações ambientais.

BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS E CERTIFICAÇÃO SOCIOAMBIENTAL

Esta publicação foi elaborada com o objetivo de enfatizar a importância social, ambiental e econômica da adoção de boas práticas agrícolas na cadeia produtiva da soja e dos diversos acordos e certificações socioambientais aplicáveis à commodity e seus derivados. Apresenta, também, informações básicas sobre a representatividade da soja no mercado mundial, dando-se maior ênfase no mercado brasileiro. Baixe aqui a versão em inglês.

CONTRIBUIÇÃO DOS ESTADOS BRASILEIROS PARA A CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

Com esta publicação apresentamos o primeiro volume da série Sustentabilidade Financeira para Áreas Protegidas. Esta série apresenta mecanismos, metodologias e estratégias desenvolvidas pela TNC e parceiros para fazer frente ao desafio da gestão financeira das áreas protegidas no Brasil.

O PEQUENO LIVRO DO REDD+

O Pequeno Livro Vermelho do REDD mostra como as propostas de REDD se desenvolveram ao longo do tempo, evoluindo direta ou indiretamente das propostas anteriores. O mais importante é que ele mostra o quanto elas têm em comum – que para cada ponto de divergência há diversos pontos de acordo – e aponta para a emergência de um conjunto de princípios e abordagens comuns.

DESENVOLVENDO SALVAGUARDAS SOCIOAMBIENTAIS DE REDD+

Este guia tem como objetivo contribuir para que processos semelhantes sejam realizados em outros países onde o tema REDD+ também represente riscos e oportunidades. Esperamos que este processo possa ser replicado de forma participativa, aberta à sociedade civil e com efetiva participação de representantes de povos indígenas, comunidades tradicionais e agricultores familiares.

MUDANÇAS CLIMÁTICAS E POVOS INDÍGENAS 2010

A Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira - COIAB apresenta aos leitores a publicação Mudanças Climáticas e os Povos Indígenas que, de forma resumida e em linguagem simples, traz explicações sobre o que são mudanças climáticas e suas relações diretas e indiretas com povos indígenas e seus territórios.

MUDANÇAS CLIMÁTICAS E POVOS INDÍGENAS 2011

A luta dos povos indígenas dos últimos anos tem sido marcada pelo novo desafio de compreender e assegurar sua participação nos processos de discussão e tomada de decisão no cenário político nacional e internacional sobre as mudanças climáticas. Essa temática é de relevante interesse dos povos indígenas, pois afeta de forma direta e indireta seus territórios e costumes. Neste sentido a COIAB dispõe para os povos indígenas este instrumento para auxiliar na gestão de seus territórios e subsidiá-los com informações do panorama atual de Mudanças Climáticas e Redução por Emissões por Desmatamento e Degradação - REDD.

O BNDES E OS POVOS INDÍGENAS

A Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) e a TNC apresentam aos leitores a publicação O BNDES e os Povos Indígenas que, de forma resumida e em linguagem simples, traz uma caracterização do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e suas relações diretas e indiretas com povos indígenas e seus territórios.